Melhores dicas para diabéticos

O diabetes mellitus ou apenas diabetes é uma doença metabólica que se dá pela falta de insulina ou a incapacidade do pâncreas em não produzir o hormônio de forma suficiente para o organismo, gerando um aumento de glicose, ou seja, o açúcar, no sangue. Ainda há chances de a própria insulina não ser capaz de agir de forma apropriada, nesse caso, é chamado de resistente à insulina.

Existem dois tipos principais de diabetes: o tipo 1 e o tipo 2. O tipo 1 tem taxa de 5 a 10% de ocorrência, enquanto o tipo 2 tem cerca de 90%.

O Guia Alimentos para Emagrecer!

Coloque seu e-mail e receba gratuitamente o Guia

Quem é portador dessa doença deve seguir recomendações médicas específicas, por mais que seja duro a vivência com a enfermidade.

Quais são as melhores dicas para diabéticos?

melhores-dicas-diabeticos

Fatores de risco

O diabetes acomete principalmente pessoas com sobrepeso e obesidade e idade superior a 45 anos, porém outros fatores de risco estão interligados e podem provocar a doença futuramente:

  • Histórico familiar – pais ou irmão com diabetes;
  • Sedentarismo;
  • Mães que tiveram diabetes gestacional ou com parto do bebê com peso maior do que 4kg;
  • Pessoas que foram tratadas para pressão alta ou que possuam alterações na pressão, igual ou superior a 140/90mmHg;
  • HDL (colesterol bom) abaixo de 35mg/dL;
  • Triglicerídeos acima de 250mg/dL;
  • Histórico de doença cardiovascular.

Outras condições como síndrome do ovário policístico também podem sinalizar problemas de diabetes no futuro.

Convivendo com diabetes 

Os diabéticos precisam ter conhecimento que a doença não tem cura, mas há um controle dela geralmente feito com medicação. Ela é uma doença crônica.

Não controlar o diabetes pode levar ao envelhecimento rápido e também acometer a falência de órgãos, tais como os rins, olhos e cérebro. Quando não houver controle, o excesso de glicose criará lesões nos pequenos vasos sanguíneos – esses em qualquer lugar do corpo.

A vida não está perdida para quem tem diabetes. A regra é cuidar-se. Não esquecer ou decidir em não tomar a medicação. Além disso:

  • Nunca pule refeições e sempre faça lanches no meio das principais. A glicemia, nesse caso, fica estável, não ocorrendo picos;
  • A água é fundamental para manter o corpo hidratado. Beba pelo menos dois litros por dia, ou seja, seis a oito copos.
  • Legumes, frutas e verduras devem fazer parte do dia a dia;
  • Como a obesidade está relacionado ao diabetes, trate de controlar seu peso. Quanto maior o seu peso e sua gordura corporal, pior será o diabetes;
  • Exercícios físicos são essenciais, pelo menos 30 minutos por dia. Praticar alguma atividade controla o nível de açúcar no sangue. Com o tempo e com o exercício físico regular, até o medicamento e a insulina poderão ser diminuídas;
  • Evite alimentos que contenham grandes quantidade de sódio, gordura e açúcar. Leia, portanto, os rótulos dos alimentos;
  • Escolha carboidratos complexos (arroz, pão, massa, batata entre outros) pois esses são absorvidos e digeridos de forma lenta sem aumentar a taxa de glicose de supetão, causando picos;
  • Nada de bebidas açucaradas;
  • Evite frituras. Procure fazer comidas assadas, cozidas, grelhadas e refogadas;
  • Versões integrais de alimentos devem ser preferência;
  • Reduza o consumo de gordura saturada – é ela que pode desenvolver doenças cardiovasculares. As gorduras boas, as insaturadas, estão presentes em óleos vegetais, sardinha, salmão e frutas oleaginosas, por exemplo;
  • Escolha temperos naturais;
  • Controle o estresse – diabéticos tem mais propensão a desenvolver ansiedade e depressão;
  • Corte o cigarro e bebidas alcoólicas; e
  • Cuida da saúde bucal, pelo fato do maior desenvolvimento de bactérias.

Veja também:

7 frutas para quem tem diabetes

Dietas para diabéticos

Vá ao médico regularmente, sempre controle sua taxa de glicose, tome a medicação de forma correta e procure viver da forma mais saudável possível.

Leave a Reply